ISOLAMENTO E A TENDÊNCIA DE SER OU ESTAR SÓ

Gostar de ficar sozinho de vez em quando é muito produtivo para refletir e sentir com o coração no que as opiniões alheias e o mundo estão interferindo em nossas vidas. É um estado produtivo e benéfico para nossa consciência. Pois sem silêncio, fica difícil perceber a própria vida e porque estamos enfrentamos certas situações. Diante disso, precisamos entender que estar sozinho é uma condição, agora ser sozinho é outra.

Estar sozinho é como aprender a gostar da sua própria companhia. Esses são aqueles momentos os quais nos oportunizamos fazer aquilo que mais amamos: como ler um bom livro, ouvir uma música de nosso agrado, olhar um bom filme… Se não temos esse hábito, não saberemos das nossas necessidades e do que realmente gostamos, pois seremos influenciados por quem nos rodeia o tempo todo.


PÍLULA VERMELHA

Já ser sozinho é quando gostamos de ficar a sós o tempo todo, preferindo não conviver com outras pessoas, principalmente aquelas que fazem parte do nosso cotidiano. Além disso, tendemos constantemente a nos isolarmos não só dos outros indivíduos, mas de nós mesmos, deixando de lado o que realmente importa fazer. Portanto, ser sozinho é viver isolado do mundo e das pessoas, preferindo esse estado, mesmo sem perceber.

Quem precisa curar este sentimento atrairá situações em que ficará só para resolver tudo; tenderá a carregar muitas responsabilidades para si e terá poucos indivíduos com quem poderá contar ou talvez ninguém; terá poucas amizades; se sentirá só nos relacionamentos, inclusive afetivos e assim por diante.

Na verdade esses acontecimentos servem para nos mostrar que preferimos não conviver, até com nós mesmos, por isso ficamos mais tempo sozinhos, do que com companhia.


DESPERTAR DA CURA QUÂNTICA – MEDITAÇÃO AUTO CURA

Outra coisa a qual podemos ressaltar é que por mais que estejamos tentando nos isolar de outras pessoas, estamos focando nelas. O mesmo desprezo que sentimos e que nos leva a ficar distante, também nos faz ficar presos a elas. Vou explicar melhor. Por medo de sofrer, de sentir abandono ou rejeição, por exemplo, ficaremos distantes, porém a distância não impede que pensemos e fiquemos ligados a quem nos “maltrata”. Mais uma vez é importante refletir que ninguém nos maltrata ou nos rejeita, abandona… Somos nós que fizemos isso conosco. O outro ser que faz isso é apenas um reflexo do quanto nós nos isolamos, deixando de acreditar que é possível se relacionar bem consigo, com as metas e com os sonhos.

A cura deste sentimento requer que avaliemos realmente que tipo de solidão nós enfrentamos: aquela que é benéfica e que nos auxilia e melhora nossa vida como um todo ou aquela que preferimos diariamente estar quieto, só e isolado do mundo que nos rodeia. Caso tenhamos a tendência de nos isolarmos, primeiramente precisamos dar atenção àquilo que está deixado de lado ultimamente. Que projetos íntimos e quais sonhos perderam a força porque deixamos de acreditar em nós? O que estamos deixando de compartilhar com o mundo? Ou melhor, do que você tem se isolado na vida? Reflita e comece a dar mais atenção a si mesmo, aos seus desejos mais profundos que estão escondidos ou guardados… Pare de se isolar de si mesmo!

Há um momento nas nossas vidas, os quais nós sentimos vazio ou solidão mesmo tendo família e amigos. Por que nos sentimos assim? Deve haver uma explicação. Por que muitas vezes acabamos escolhendo por isso? E pode ser que não venha uma resposta imediata. Caso isso aconteça e não tenha uma explicação convincente, é melhor procurar um terapeuta de regressão confiável, o qual possa auxiliar no descobrimento da causa deste sentimento. Muitos de nós trazemos marcas de um passado em nossos registros akhásicos (registros ou memórias de outras vidas) os quais não tem explicação nesta existência apenas. Sendo assim, é necessário procurar ajuda.

Para encerrar proponho que comece praticando o “estar só” e procure deixar de “se sentir só”. Goste da sua companhia, não fuja de si mesmo e contemple mais suas conquistas, as quais lhe ajudarão a ter motivos para comemorar as outras que virão.

 

Por Cátia Bazzan – Autora do livro Ame Quem Você é – Proprietária do Espaço do Céu: Centro de Terapia Holística.

http://www.luzdaserra.com.br/isolamento-e-a-tendencia-de-ser-ou-estar-so

Deixe uma resposta